Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 09 de junho de 2016. Atualizado às 15h22.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Crise Política

09/06/2016 - 15h04min. Alterada em 09/06 às 15h22min

Dilma é recebida por manifestantes em Campinas e visita obras de laboratório

Dilma Rousseff visita canteiro de obras do Centro Nacional de Energia de Materiais

Dilma ganhou flores em apoio e ouviu manifestações contra o impeachment


Rovena Rosa/Agência Brasil/JC
A presidente afastada Dilma Rousseff chegou à cidade de Campinas, em São Paulo, em voo fretado pelo PT, às 11 horas, e foi imediatamente ao Centro Nacional de Pesquisa de Energia e Materiais (CNPI).
Ela visitou as obras do Projeto Sincroton, que será o mais avançado laboratório especializado em aceleração de partículas. Dilma foi recebida pelo físico Rogério Cesar de Cerqueira Leite, diretor do CNPI, e estava acompanhada do ex-ministro da Educação Aloizio Mercadante (PT). Cerca de 100 manifestantes estavam nas proximidades da porta e a receberam.
Dentro da área visitada havia mais de 200 operários e funcionários do laboratório. Ela conversou com os funcionários, ganhou flores em apoio e ouviu manifestações deles contra o impeachment. A visita durou cerca de uma hora. A presidente afastada não falou com os jornalistas.
Em seguida, Dilma foi para a casa do físico Cerqueira Leite. Na entrada do Condomínio tinham manifestantes a favor. Dentro do condomínio havia manifestação contrária a Dilma.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia