Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 27 de dezembro de 2016. Atualizado às 15h29.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Governo do Estado

Notícia da edição impressa de 02/06/2016. Alterada em 27/12 às 16h34min

Sartori exonera secretários para disputa das eleições

Marcus Meneghetti
O dia foi de mudanças e articulações no primeiro escalão do governo José Ivo Sartori (PMDB): ontem pela manhã, foi confirmado o nome do suplente de deputado Catarina Paladini (PSB) para substituir o deputado estadual Miki Breier (PSB) na Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social; e, à tarde, o secretário da Educação, Vieira da Cunha (PDT), anunciou seu afastamento do cargo - a exoneração será publicada hoje no Diário Oficial.
Tanto Miki Breier quanto Vieira da Cunha pediram demissão por pretenderem concorrer às prefeituras de Cachoeirinha e Porto Alegre, respectivamente. Na semana passada, o titular da pasta de Modernização Administrativa e Recursos Humanos do Estado, Edu Oliveira (PSD), também foi exonerado para concorrer a prefeito em Santana do Livramento.
Hoje é o último dia dos pretendentes aos cargos de prefeito, vice-prefeitos e vereadores se desincompatibilizarem dos seus cargos no governo. Catarina Paladini assume a pasta do Trabalho hoje, às 14h30min. Por ser suplente na bancada do PSB, ele ocupava a cadeira de Miki, que, agora, volta ao Legislativo.
Quanto à saída de Vieira, a decisão foi confirmada ontem à tarde. Até a escolha do sucessor, quem fica a frente da pasta é o adjunto Luis Alcoba. Através da sua conta no Twitter, o secretário de Comunicação, Cleber Benvegnú, anunciou: "Em audiência com o governador, o secretário Vieira da Cunha pediu exoneração, porque pretende ser candidato. O secretário adjunto, Luis Alcoba, responderá interinamente pela pasta da Educação".
Segundo o presidente estadual do PDT, deputado federal Pompeo de Mattos, o novo secretário "vai ser escolhido em uma reunião junto com o governador Sartori". Entretanto, Pompeo ponderou: "Mas temos nomes fortes e capacitados, como o dos deputados estaduais Eduardo Loureiro, que é professor universitário em Santo Ângelo, e Juliana Brizola, que tem no DNA a luta pela educação".
Assim como a Secretaria de Educação, a de Modernização Administrativa também está sob o comando do adjunto, João Portella (PSD). O substituto de Oliveira deve ser indicado pelo partido nos próximos dias. A reportagem não conseguiu contato com o presidente estadual do PSD, o vice-governador José Paulo Cairoli. Mas, segundo sua assessoria, a legenda ainda está discutindo o nome do novo secretário.
Já as saídas de Maria Helena Sartori (PMDB), da pasta de Justiça e Direitos Humanos, e de Juvir Costella (PMDB), do Turismo, Esporte e Lazer, não têm motivos eleitorais. Maria Helena - que também acumula o comando do Gabinete de Políticas Sociais - assumiu a pasta como interina em abril, depois que o procurador César Faccioli teve que deixar o cargo, por conta de uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).
Suplente da bancada peemedebista, Costella pode assumir como deputado. Isso porque o líder do governo na Assembleia, Alexandre Postal (PMDB), é o mais cotado para assumir a vaga de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE).
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia