Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 21 de junho de 2016. Atualizado às 14h13.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

ESTADOS UNIDOS

21/06/2016 - 14h04min. Alterada em 21/06 às 14h14min

Britânico é preso acusado de tentar matar Trump em comício no fim de semana

Michael Steven Sandford teria se aproximado de um policial no comício em Las Vegas e dito que queria um autógrafo de Trump

Michael Steven Sandford teria se aproximado de um policial no comício e dito que queria um autógrafo de Trump


JOHN GURZINSKI/AFP/JC
Um britânico foi preso este final de semana em Las Vegas, por tentar roubar a arma de um policial para atirar no virtual candidato republicano à Casa Branca, Donald Trump, afirmou hoje o Serviço Secreto norte-americano.
Segundo agentes, Michael Steven Sandford teria se aproximado de um policial no comício e dito que queria um autógrafo de Trump. Ele teria então tentado roubar a arma do policial. O plano teria sido concebido há um ano.
Ele foi indiciado na segunda-feira na corte de Nevada e acusa Sandford, de 20 anos, por cometer ato de violência em local controlado, e teve negada a fiança. O advogado apontado para defendê-lo afirmou que ele vivia em seu carro e estaria com o visto vencido.
A prisão teria sido feita em um comício relativamente tranquilo, dada a proporção que tiveram compromissos recentes em eventos de Estados como Califórnia e Novo México.
Gregg Donovan estava entre as cerca de 1,5 mil pessoas que se reuniram no sábado para ver Trump no cassino Treasure Island. O norte-americano disse que não sabia da acusação até ver a notícia na TV. Ele então reconheceu Sandford, uma vez que os dois ficaram próximos na fila por nove horas, esperando o início do evento.
"Eu era o quinto da fila, ele o quarto", disse.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia