Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 16 de junho de 2016. Atualizado às 22h31.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Estados Unidos

Notícia da edição impressa de 17/06/2016. Alterada em 16/06 às 22h29min

Atirador criticava 'modos imundos do Ocidente'

Omar Mateen, o homem que invadiu uma boate LGBT em Orlando no fim de semana passado e matou a tiros 49 pessoas, teria feito uma série de comentários no Facebook atacando "os modos imundos do Ocidente" e culpando os Estados Unidos pelas mortes de "mulheres e crianças inocentes". A informação foi divulgada por uma comissão do Senado que investiga o episódio.
Segundo o documento, ele teria comentado em seu perfil na rede social: "América e Rússia, parem de bombardear o (grupo extremista) Estado Islâmico". A comissão do Senado enviou o documento ao Facebook, pedindo que a companhia produzisse informações sobre a atividade online de Mateen.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia