Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 22 de junho de 2016. Atualizado às 17h20.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

transporte

22/06/2016 - 17h20min. Alterada em 22/06 às 17h20min

Prefeitura de Porto Alegre lança edital para transporte hidroviário para Ilha da Pintada

Foi lançado nesta quarta-feira (22) o aviso da concorrência pública para uma nova linha de transporte hidroviário em Porto Alegre - fazendo o trajeto para a Ilha da Pintada, na Zona Norte de Porto Alegre. A viagem, conforme planejada pela Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), erá do Centro Histórico (terminal Cais Mauá) até a ilha, com dois pontos de parada no bairro. Os atracadouros ficarão localizados na Colônia Z5 e no antigo estaleiro Mabilde.
O tempo de viagem previsto será entre oito e dez minutos e a tarifa, segundo estudo de viabilidade econômica da EPTC, deverá ser em torno de R$ 4,10. Segundo o diretor-presidente da EPTC, Vanderlei Cappellari, o cartão TRI Vale-Transporte será aceito na linha.
Conforme a prefeitura da Capital, a linha poderá ser interligada com as já existentes Guaíba-Centro e Centro-Cristal, mas a possibilidade será avaliada apenas após o conhecimento da empresa vencedora do edital. A expectativa para assinatura do contrato é final desse ano.
A abertura dos envelopes da concorrência pública acontecerá no dia 23 de agosto. Para ser declarada vencedora, a empresa deverá apresentar a melhor proposta técnica e o menor valor de tarifa. A concessão do serviço de transporte hidroviário urbano de passageiros será de dez anos, podendo ser prorrogado para mais dez.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia