Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Esportes

- Publicada em 25 de Junho de 2016 às 17:39

Ministro da Rússia diz que até 67 atletas pediram autorização para disputar Olimpíada

Estadão Conteúdo
O ministro do Esporte da Rússia, Vitaly Mutko, disse neste sábado (25) que "até 67 atletas" pediram à Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF, na sigla em inglês) para que sejam incluídos na lista de exceções à suspensão imposta à Rússia e possam participar do Rio-2016 competindo sob a bandeira do Comitê Olímpico Internacional (COI).
O ministro do Esporte da Rússia, Vitaly Mutko, disse neste sábado (25) que "até 67 atletas" pediram à Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF, na sigla em inglês) para que sejam incluídos na lista de exceções à suspensão imposta à Rússia e possam participar do Rio-2016 competindo sob a bandeira do Comitê Olímpico Internacional (COI).
De acordo com Mutko, esses 67 atletas apresentaram solicitações individuais à IAAF, mas também estariam aptos para levar o caso à Corte Arbitral do Esporte (CAS), na Suíça. O ministro não identificou quem são esses atletas.
É improvável que a IAAF aprove a maioria desses competidores russos. Na última quarta-feira, a entidade disse que as exceções abrangem "quaisquer atletas que podem clara e convincentemente demonstrar que não estão contaminados pelo sistema russo porque estão fora do país e sujeitos a outros sistemas antidoping eficazes".
Esses atletas "devem ser capazes de se inscrever para a permissão para competir em competições internacionais, e não pela Rússia, mas como um atleta neutro", disse a IAAF.
A liberação das orientações constitui um desafio a mais para o COI, que declarou na última terça-feira que a IAAF não tem qualquer influência sobre por qual bandeira atletas competem nos Jogos Olímpicos.
O COI disse que apoiou a decisão da IAAF de manter a suspensão do atletismo da Rússia. No entanto, o presidente do COI, Thomas Bach, afirmou na última terça-feira que qualquer atleta aprovado pela associação estaria sob o controle do Comitê Olímpico Russo e competirá sob a bandeira nacional.
As diretrizes da IAAF sobre os russos vão se aplicar primeiro a nível continental, com o Campeonato Europeu, entre 6 e 10 de julho, em Amsterdã. Os Jogos do Rio serão entre 5 e 21 de agosto.
Conteúdo Publicitário
Leia também
Comentários CORRIGIR TEXTO