Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 22 de junho de 2016. Atualizado às 22h05.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

campeonato brasileiro

22/06/2016 - 22h05min. Alterada em 22/06 às 22h05min

Em Campinas, Ponte Preta reabilita mais um e é goleada pelo Cruzeiro por 4 a 0

Assim como aconteceu com Corinthians, Flamengo e Atlético Mineiro, a Ponte Preta recuperou mais um time que estava com uma sequência sem vitórias no Campeonato Brasileiro. Nesta quarta-feira, o Cruzeiro aproveitou três falhas individuais do time paulista para aplicar 4 a 0, em pleno estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP), pela 10.ª rodada.
Esta foi a segunda derrota seguida da Ponte Preta - no último domingo também perdeu por 3 a 0 para o Atlético Mineiro -, que estacionou nos 13 pontos e corre o risco de se aproximar da zona de rebaixamento no complemento da rodada. Já o Cruzeiro voltou a vencer depois de duas derrotas e chegou aos 11 pontos, deixando a degola.
O Cruzeiro aproveitou duas falhas individuais da Ponte Preta para abrir uma boa vantagem no primeiro tempo. Aos oito minutos, Roger furou na hora de tirar e a bola sobrou para Henrique dentro da área. O volante dominou e estufou as redes. No segundo gol mineiro, aos 20, Mayke desarmou Clayson e cruzou rasteiro para Arrascaeta, que tocou na saída de João Carlos. Os campineiros ainda tentaram diminuir com Felipe Azevedo e Nino Paraíba, mas desceram para os vestiários debaixo de vaias.
Logo aos nove minutos do segundo tempo, em mais uma falha pontepretana, o Cruzeiro marcou o terceiro. Ravanelli foi desarmado, Riascos chutou e a bola bateu no braço de Fábio Ferreira. Arrascaeta cobrou pênalti com categoria e jogou um balde de água fria nos donos da casa. A Ponte Preta se lançou toda ao ataque e deu espaço para o contra-ataque. Aos 32, o árbitro assinalou pênalti polêmico de Reinaldo em cima de Willian, convertido por Alisson.
A Ponte Preta volta a campo neste domingo contra o Vitória, às 16 horas, no estádio Barradão, em Salvador. No sábado, o Cruzeiro recebe o líder Palmeiras, às 19 horas, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte. Os jogos são válidos pela 11.ª rodada.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia