Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sábado, 11 de junho de 2016. Atualizado às 18h57.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

campeonato brasileiro

Alterada em 11/06 às 18h57min

Ponte marca no fim, vence Chapecoense e derruba o último invicto do Brasileirão

Caiu o último invicto no Campeonato Brasileiro na tarde deste sábado. Com um gol de William Pottker, aos 44 minutos do segundo tempo, a Ponte Preta venceu por 2 a 1 e acabou com a invencibilidade da Chapecoense, que era o único time que ainda estava sem perder nesta edição da competição nacional. A partida foi realizada no estádio Moisés Lucarelli e válida pela sétima rodada.
Reabilitada da derrota para o Grêmio, por 1 a 0, em Porto Alegre (RS), onde sofreu gol aos 49 minutos, a Ponte Preta chegou aos dez pontos, se distanciou da zona de rebaixamento e encostou no pelotão da frente. A Chapecoense tem os mesmos dez pontos, mas foi ultrapassada pelo time campineiro por conta do número de vitórias: 3 contra 2.
O primeiro tempo foi muito fraco tecnicamente, com passes errados e truncado no meio-campo. Após quase abrir o placar com cabeçada de Roger, que exigiu grande defesa de Danilo, o time campineiro abriu o placar aos 47 minutos. Reinaldo foi até a linha de fundo e cruzou para Felipe Azevedo cabecear no alto.
Atrás do placar, a Chapecoense voltou do intervalo pressionando os donos da casa em busca do empate e a Ponte Preta passou a explorar o contra-ataque. Depois de William Pottker perder boa oportunidade, o time catarinense deixou tudo igual aos 34 minutos, em um bonito chute de Arthur Maia.
No finalzinho do jogo, saiu o gol da vitória. Que começou com dois belos lances de Reinaldo, que aplicou o chapéu em dois adversários e rolou a bola para o chute forte de João Vitor. Danilo rebateu e Pottker entrou em velocidade para bater entre as pernas do goleiro. Era o gol da vitória, comemorado muito pelo próprio marcador, que tirou a camisa e recebeu o cartão amarelo.
Os dois times voltam a campo na próxima quarta-feira, às 19h30, pela oitava rodada. A Ponte Preta recebe o Atlético-PR, no Moisés Lucarelli, em Campinas, enquanto a Chapecoense encara o Grêmio, na Arena Condá, em Chapecó.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia