Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sábado, 25 de junho de 2016. Atualizado às 17h50.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Publicidade

25/06/2016 - 17h25min. Alterada em 25/06 às 17h50min

Brasil fecha Cannes da Criatividade com 90 Leões

Women read newspapers outside the international advertising festival Cannes Lions 2016, on June 24, 2016 in Cannes, southeastern France.

Palco do festival, Cannes viu o Brasil não repetir os 108 troféus do ano passado


JEAN CHRISTOPHE MAGNENET/AFP/JC
Com a divulgação dos vencedores nas últimas quatro categorias do Cannes Lions - Festival Internacional de Criatividade, ficou claro que a crise econômica também teve efeito no resultado da publicidade brasileira no evento. O Brasil somou 90 Leões em Cannes Lions este ano, contra 108 do ano passado - uma queda de 16,6%. 
Do total de prêmios angariado pelo Brasil, foram 10 Leões de ouro, 22 de prata e 58 de bronze. No último dia de resultados, o País ficou de fora das premiações em Titanium Lions e de Film Craft - nesta última categoria, o País havia recebido um Grande Prix em 2015. Os melhores desempenhos das agências brasileiras foram em Outdoor (17 Leões) e Print & Publishing (13). A premiação também reflete a queda do total de inscrições de agências brasileiras.
Neste sábado (25), em Film Lions, que julga os melhores filmes publicitários do ano, o Brasil levou três bronzes. Dois foram para a AlmapBBDO, por campanhas feitas para a Volkswagen e para a Getty Images - a iniciativa para a agência de imagens foi o trabalho brasileiro mais premiado em Cannes 2016. O terceiro Leão foi para a Akqa São Paulo, pela produção de um videoclipe interativo para o cantor americano Usher.
Em Integrated Lions, que julga as campanhas que melhor conseguem resultados usando as diferentes mídias disponíveis - impresso, TV e digital, por exemplo -, o País também ganhou um bronze, novamente para o trabalho da AlmapBBDO para a Getty Images.
Entre as agências brasileiras, o melhor resultado ficou com a Almap, que ganhou um total de 21 Leões, incluindo três ouros. Entre as demais empresas nacionais, os melhores resultados ficaram com Young & Rubicam (2 ouros e 7 Leões no total), FCB (2 ouros e um total de 6). A JWT angariou 12 prêmios, mas não teve nenhum ouro.
Para o publicitário Nizan Guanaes, fundador do Grupo ABC, é natural que o resultado do Brasil seja mais discreto em um momento em que a economia nacional sofre tanto - o Produto Interno Bruto (PIB) teve retração de 4% em 2015 e a expectativa é de um novo resultado negativo este ano.
"É absolutamente normal que o número de prêmios tenha caído. Aliás, seria estranho se isso não tivesse acontecido", disse. "Acho que a indústria da comunicação está mostrando resiliência e sempre superou o desempenho geral do País. Nas premiações, nós sempre estamos entre o terceiro e o quinto lugares, e nunca fomos a quinta maior economia (do planeta)."
Sócio da AlmapBBDO e membro do júri de Titanium Lions, Luiz Sanches afirmou que, de uma maneira geral, os clientes estão menos dispostos a correr riscos em um momento de crise e de vendas incertas. Ele afirmou, no entanto, que a Almap conseguiu transformar a linguagem da comunicação de duas de suas maiores contas - a Volkwagen e a C&A - justamente no momento de dificuldade. "Existem oportunidades que podem ser aproveitadas na crise."
Sanches também comentou a decisão da Almap de abrir mão de dois Leões de bronze, o que o reduziu o total de prêmios do País de 92 para 90. "Intencionalmente ou não, nós erramos. Percebemos, pedimos desculpas e retiramos todas as peças da Bayer do festival."
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia