Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 24 de junho de 2016. Atualizado às 18h00.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

24/06/2016 - 18h00min. Alterada em 24/06 às 18h00min

Ouro dispara com Brexit e fecha no maior nível em quase dois anos

Os contratos futuros de ouro fecharam no maior nível em quase dois anos nesta sexta-feira, com o mercado reagindo à notícia de que o Reino Unido decidiu deixar a União Europeia.
O metal para agosto negociado na Comex, a divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), fechou em alta de 4,69%, aos US$ 1.322,40 por onça-troy.
O Reino Unido decidiu hoje, por 51,9% a 48,1%, sair da União Europeia, movimento que não era esperado pelo mercado. Até ontem, a percepção era de que os votos por permanecer no bloco venceriam, ainda que as pesquisas mostrassem uma votação apertada, e o ouro vinha apresentando consecutivas quedas. Hoje, o cenário é outro.
O ouro tende a subir em tempos de instabilidade econômica ou incerteza política, pois os metais preciosos são considerados ativos seguros. Como era de se esperar, o ativos mais arriscados, como ações, tombaram hoje.
"Quando você é pego de surpresa, é isso que você faz: vende tudo e procura por ativos seguros", afirmou Naeem Aslam, analista-chefe de mercado da ThinkForex. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia