Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 24 de junho de 2016. Atualizado às 00h21.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

agronegócios

Notícia da edição impressa de 24/06/2016. Alterada em 23/06 às 20h18min

Renegociação de dívidas no arroz será concretizada

Os produtores de arroz devem receber, no próximo dia 28, a notícia de um parecer positivo em relação à renegociação do prazo de vencimento das dívidas de crédito rural vencidas e a vencer, correspondentes a custeio e investimento. A expectativa é de um prazo de cinco anos para os custeios 2015/2016, e para investimentos e custeios antigos, passando o pagamento das parcelas de 2016 para depois do último ano do contrato firmado com as instituições financeiras.
O presidente da Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz), Henrique Dornelles, esteve em Brasília nos últimos dias em conversas com dirigentes do governo federal. Informa que o arroz deverá ser umas das poucas culturas contempladas, devido ao risco futuro de desabastecimento e principalmente pela qualificada Apresentação dos dados, fundamentos e justificativas para as negociações, todos oriundos do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga). "Os produtores devem procurar os agentes financeiros para indicar se estarão ou não aderindo à negociação, quer seja pelo Manual de Crédito Rural (MCR) normal, ou a referida renegociação. É muito importante dizer que a ação não será generalizada, e somente aqueles que realmente tiveram problemas terão acesso. O prazo para adesão é até 30 de dezembro", explica.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia