Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 22 de junho de 2016. Atualizado às 23h53.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Indústria

Notícia da edição impressa de 23/06/2016. Alterada em 22/06 às 23h53min

Metalúrgicos da GM querem agilizar plano de renovação

De janeiro a abril, comercialização caiu 27,9%, segundo a Anfavea

De janeiro a abril, comercialização caiu 27,9%, segundo a Anfavea


MARCELO MATUSIAKI/DIVULGAÇÃO/JC
As constantes quedas no desempenho da indústria automobilística brasileira, especialmente nas vendas de automóveis e na produção das montadoras, preocupam o Sindicato dos Metalúrgicos de Gravataí (Sinmgra). Na avaliação do presidente do sindicato, Valcir Ascari, mesmo a troca ocorrida no comando do governo federal ainda não apresentou a retomada econômica esperada. "Isso é ruim, pois a queda de produção nas montadoras se reflete diretamente no emprego de milhares de trabalhadores em todo o Brasil. Em Gravataí, tivemos, há poucos dias, a demissão de 300 pessoas da unidade local da General Motors, um reflexo direto deste quadro de instabilidade e de desconfiança dos consumidores e dos investidores, afetando diretamente o setor automotivo", diz Ascari.
O dirigente aponta como uma possibilidade viável de reversão deste quadro, o programa de renovação da frota de veículos, iniciativa da Anfavea, em parceria com outras 18 entidades do setor, que já foi apresentado ao governo federal. Para Ascari, a ideia é positiva e pode gerar um acréscimo de até 500 mil veículos novos vendidos por ano e ajudar na recuperação do segmento, cuja queda nos emplacamentos em 2015 foi de 26,6%.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia