Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 22 de junho de 2016. Atualizado às 11h47.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

conjuntura

22/06/2016 - 11h47min. Alterada em 22/06 às 11h47min

Confiança do empresário do comércio cresce 2,1% entre maio e junho

Agência Brasil
O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec), medido pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), cresceu 2,1% em junho deste ano, na comparação com o mês anterior, alcançando 82,3 pontos. É o melhor resultado dos últimos 11 meses. Apesar disso, houve uma queda de 4,8% em relação a junho de 2015.
Na comparação com maio, a avaliação dos empresários do comércio se manteve praticamente estável, ao registrar taxa de -0,1%. Já as expectativas em relação aos próximos meses cresceram 4,3%. A intenção de investimentos e avaliação de estoques teve alta de 2,3%.
Já na comparação com junho de 2015, houve quedas de 15% na avaliação do empresário sobre o momento atual e de 9,4% nas intenções de investimentos e avaliação de estoques. E as expectativas em relação aos próximos meses tiveram aumento de 2,2%.
Para a CNC, a confiança dos empresários tem evoluído de forma positiva nos últimos meses. Apesar disso, ainda não há fatores que indiquem a retomada do desempenho positivo das vendas no comércio varejista, já que a demanda continua baixa em função da deterioração do mercado de trabalho e do encarecimento do crédito.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia