Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 22 de junho de 2016. Atualizado às 10h07.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

22/06/2016 - 10h07min. Alterada em 22/06 às 10h07min

Taxas futuras de juros têm viés de baixa, em sintonia com dólar

O viés é de baixa os juros futuros na manhã desta quarta-feira (22) em sintonia com o dólar e em meio ao otimismo moderado dos mercados internacionais um dia antes da votação no plebiscito sobre a permanência do Reino Unido na União Europeia. No Brasil, em dia de agenda fraca, as atenções estão na reunião, às 10 horas, da qual participam o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e outros ministros do núcleo econômico, junto com o presidente em exercício, Michel Temer.
Às 9h31min, o DI para janeiro de 2018 exibia 12,64%, de 12,66% no ajuste anterior. O DI para janeiro de 2021 estava em 12,43%, de 12,47% no ajuste da véspera.
Na manhã desta quarta, Temer concedeu entrevista à rádio Jovem Pan, que não teve efeito imediato nos negócios. Ele disse que o governo não só manterá os programas sociais como irá ampliá-los.
Temer também afirmou que a reforma da Previdência será medida complementar para ajudar a economia. Segundo o presidente em exercício, o governo também conta com uma "base muito consolidada no Congresso". "Essa base sólida está disposta a partilhar a tentativa de tirar o País da crise", disse.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia