Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 22 de junho de 2016. Atualizado às 00h05.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

consumo

Notícia da edição impressa de 22/06/2016. Alterada em 21/06 às 20h45min

Prévia da inflação oficial desacelera e sobe 0,40% em junho

Do grupo alimentação, cenoura teve preço reduzido em 25,63%

Do grupo alimentação, cenoura teve preço reduzido em 25,63%


MARIANA FONTOURA/ARQUIVO/JC
Considerado a prévia da inflação oficial no País, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15), considerado a prévia da inflação oficial, desacelerou e subiu 0,40% em junho. O desempenho ocorreu pela menor alta dos preços de alimentos e por deflação em transportes, puxada por etanol. Em maio, a alta tinha sido de 0,86%, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em junho de 2015, a expansão foi de 0,99%. O resultado veio abaixo do que era esperado por economistas. Pesquisa da Reuters estimava alta de 0,52% para o período.
A taxa do IPCA-15 em junho foi a menor para o mês desde 2013, quando ficou em 0,38%. Considerando os últimos doze meses, a inflação acumulada ficou em 8,98%, abaixo dos 9,62% até maio. Em 2015, a inflação medida pelo IPCA-15 ficou em 4,62%, ante 6,28% do primeiro semestre de 2015.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia