Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 20 de junho de 2016. Atualizado às 17h58.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

20/06/2016 - 17h58min. Alterada em 20/06 às 17h58min

Ouro fecha em queda em Nova Iorque após recuo de temores em relação ao Brexit

Os contratos futuros de ouro fecharam em queda nesta segunda-feira, pela segunda sessão seguida, com os investidores reduzindo os temores em relação à saída do Reino Unido da União Europeia (movimento conhecido como Brexit). O metal para agosto negociado na Comex, a divisão de metais da New York Mercantile Exchange, caiu 0,20%, a US$ 1.292,10 por onça-troy.
Desde o assassinato da deputada trabalhista Jo Cox na quinta-feira, as pesquisas de opinião têm mostrado aumento no número de britânicos que preferem permanecer na União Europeia, o que elevou o apetite por risco do mercado. Isso é uma má notícia para o ouro, considerado um ativo seguro ao qual os investidores recorrem em caso de incerteza econômica.
Nas últimas semanas, quando os votos pelo Brexit estavam na liderança, o ouro acumulou ganhos consecutivos e chegou até a superar os US$ 1.300,00 por onça-troy durante a sessão da última quinta-feira.
"Esse é um mercado que ficará muito volátil nesta semana", afirmou o diretor da Kitco Metals Peter Hug. O plebiscito que decidirá o Brexit acontece nesta quinta-feira.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia