Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 20 de junho de 2016. Atualizado às 11h24.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

20/06/2016 - 11h24min. Alterada em 20/06 às 11h24min

Com menor risco de Brexit, Bovespa acompanha pares e sobe

A perspectiva de que os britânicos votem pela permanência do Reino Unido na União Europeia no plebiscito desta quinta-feira estimula o apetite dos investidores por ativos de risco e impulsiona as bolsas globais na manhã desta segunda-feira (20). A Bovespa não fica de fora e abriu em alta firme, de cerca de 2,0%, tendência vista também em Wall Street.
Na Europa, as praças acionárias saltam mais de 3,0%. Sondagem publicada no jornal inglês Mail on Sunday aponta que 45% dos eleitores apoiam a permanência do país no bloco europeu, ante 42% que defendem o rompimento.
A ligeira vantagem da "permanência" também dá suporte à recuperação dos preços do petróleo, com os contratos futuros da commodity em alta de mais de 1,5% em Londres e em Nova Iorque.
Voltando ao cenário doméstico, o Ibovespa avançava 1,70%, aos 50.412,02 pontos, em um dia de ganhos generalizados para os 61 papéis que compõem a carteira teórica do índice. A ação do Pão de Açúcar tinha na manhã a segunda maior valorização entre os principais papéis, de 4,13%.
Segundo operadores, a ação é impulsionada por uma informação que consta de uma reportagem do jornal O Estado de S.Paulo, dando conta de que o grupo francês Casino está acelerando o processo de fechamento de capital de algumas de suas
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia