Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 20 de junho de 2016. Atualizado às 10h12.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

20/06/2016 - 10h12min. Alterada em 20/06 às 10h12min

Taxas futuras de juros recuam junto com dólar, acompanhando otimismo no exterior

Os juros futuros abriram em queda nesta segunda-feira (20) em linha com o dólar, refletindo o otimismo nas praças internacionais diante da esperança de que os britânicos votem pela permanência do Reino Unido na União Europeia no plebiscito da próxima quinta-feira. A agenda local esvaziada colabora para colocar as atenções no exterior, pelo menos enquanto os investidores aguardam pelas reuniões para tratar das dívidas dos Estados.
Às 9h30min, o DI para janeiro de 2018 exibia 12,76%, de 12,78% no ajuste anterior. O DI para janeiro de 2021 estava em 12,52%, de 12,62% no ajuste de sexta-feira.
Os secretários de Fazenda estaduais reúnem-se na manhã desta segunda com o Tesouro Nacional (10 horas). À tarde, os governadores se encontram com o presidente em exercício, Michel Temer (15 horas).
Na sexta-feira, após o decreto de calamidade pública anunciado pelo governo do Rio de Janeiro, o presidente não quis comentar o assunto e disse que o tema seria tratado na reunião de hoje. Segundo interlocutores, Temer prefere a cautela a fim de evitar um possível efeito cascata, de que outros Estados possam seguir o mesmo caminho para tentar pressionar o governo por mais recursos.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia