Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 20 de junho de 2016. Atualizado às 08h13.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

20/06/2016 - 08h13min. Alterada em 20/06 às 08h13min

Bolsa de Tóquio tem forte alta com indicação de permanência do Reino Unido na UE

A Bolsa de Tóquio fechou em alta expressiva nesta segunda-feira (20), após as últimas pesquisas no Reino Unido indicarem que os britânicos votarão pela permanência do país na União Europeia em plebiscito a ser realizado na quinta-feira (23).
O Nikkei, índice que reúne as ações mais negociadas na capital do Japão, subiu 2,34%, encerrando o dia a 15.965,30 pontos, após acumular forte desvalorização de 6% na semana passada.
Sondagem publicada no jornal inglês Mail on Sunday sugere que 45% dos eleitores no Reino Unido apoiam a permanência do país na UE, enquanto 42% são contra.
Para o principal gestor de fundos da Ichiyoshi Asset Management, Mitsushige Akino, a possibilidade ligeiramente maior de o Reino Unido continuar no bloco europeu gerou algum movimento de cobertura de posições vendidas.
Nos últimos pregões, o mercado japonês havia sido pressionado por avaliações de que uma eventual saída do Reino Unido da UE prejudicaria o comércio global e atividade econômica, e geraria dúvidas sobre a maior integração dos países europeus.
"Ainda não sabemos o que vai acontecer no Reino Unido, mas desde a semana passada o time da 'permanência' parece estar ganhando força", comentou Akino.
Os destaques de alta em Tóquio hoje incluíram a siderúrgica Nippon Steel & Sumitomo Metal (+5,1%), a petrolífera Inpex (+5%) e a transportadora marítima Nippon Yusen (+5%).
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia