Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 16 de junho de 2016. Atualizado às 09h26.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

16/06/2016 - 09h26min. Alterada em 16/06 às 09h26min

Japão reforça alerta sobre a força do iene e diz que pode tomar medidas

O governo do primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, reforçou seu alerta contra as variações do mercado de câmbio nesta quinta-feira (16), após o iene atingir a máxima em 22 meses ante o dólar. "Nós estamos extremamente preocupados com esses movimentos cambiais", disse Yoshihide Suga, secretário-chefe do gabinete, que descreveu o movimento cambial como "volátil, de apenas um lado e especulativo".
A declaração é dada após o dólar chegar a recuar abaixo de 104 ienes, quando no fechamento da quarta-feira estava em 106 ienes. O mercado reagiu ao fato de que o Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês) decidiu manter a política monetária, sem adotar novos estímulos mesmo com a inflação e o crescimento fracos no país.
Suga disse que "a estabilidade no mercado cambial é extremamente importante", além de acrescentar que "nós prestaremos ainda mais atenção que até agora nos movimentos no mercado cambial e tomaremos medidas se necessário".
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia