Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 14 de junho de 2016. Atualizado às 22h44.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

conjuntura

Notícia da edição impressa de 15/06/2016. Alterada em 14/06 às 21h28min

Para Sinduscon-SP, não há previsão de recuperação do PIB do setor antes de 2018

O presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (Sinduscon-SP), José Romeu Ferraz Neto, afirmou não haver sinais de recuperação do PIB setorial antes de 2018. Para este ano, a instituição espera uma queda de 5,0% no PIB da construção e o corte de 250 mil vagas de trabalho. No ano passado, o PIB do setor recuou 7,7%.
"Talvez tenhamos recuperação em 2018. Com as obras terminando, precisaríamos ter novas obras começando neste momento para uma recuperação do setor lá na frente. E não estamos começando nada agora", disse nesta terça-feira, 14, em entrevista à imprensa após participar de reunião com empresários da construção e o prefeito da capital paulista, Fernando Haddad.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia