Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 14 de junho de 2016. Atualizado às 22h44.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

energia

Notícia da edição impressa de 15/06/2016. Alterada em 14/06 às 20h43min

Petrobras precisará de mais US$ 5 bi para concluir o Comperj

Para concluir o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), a Petrobras ainda precisa desembolsar mais US$ 5,3 bilhões - cerca de R$ 18 bilhões. Desde 2008, quando teve início a construção do complexo, a estatal já gastou US$ 14,3 bilhões. O orçamento original previa US$ 6,1 bilhões.
O projeto original do Comperj, feito na gestão de Paulo Roberto Costa, então diretor de Refino e Abastecimento da estatal, previa duas refinarias, uma petroquímica, mais uma unidade de processamento de gás. Costa é um dos delatores do esquema de corrupção na Petrobras desbaratado pela Lava Jato.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia