Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 08 de junho de 2016. Atualizado às 19h50.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

bancos

08/06/2016 - 19h50min. Alterada em 08/06 às 19h50min

Bradesco: restrição do Cade não se aplica a aquisição de interesse do sistema

O Bradesco esclareceu, em fato relevante, que a restrição do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) para a aquisição de instituições financeiras nos próximos 30 meses não se aplica a grupos que sejam de interesse do sistema financeiro nacional. O banco também está liberado, conforme o documento, a fazer aquisições em empresas que já possua participação acionária tanto na condição de majoritário como minoritário ou ainda controle compartilhado.
Em fato relevante, assinado por Luiz Carlos Angelotti, diretor gerente e de Relações com Investidores, o Bradesco reforça que a adoção dos compromissos junto ao Cade visam a mitigação de eventuais preocupações concorrenciais, conforme análise conduzida pelo Conselho, e não afeta a estrutura ou o valor da operação.
A celebração do Contrato de Compra e Venda de Ações para a aquisição de 100% do HSBC Brasil, pelo valor de US$ 5,186 bilhões, foi divulgada pelo Bradesco em agosto do ano passado. O preço a ser pago será ajustado pela variação patrimonial do HSBC entre 31 de dezembro de 2014 e a data do fechamento da operação.
"Considerando que neste momento a aquisição foi aprovada por todos os órgãos reguladores competentes, doravante serão tomadas as providências necessárias para a sua conclusão, prevista para ocorrer no início de julho", destaca o banco, no fato relevante.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia