Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 02 de junho de 2016. Atualizado às 10h32.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

conjuntura internacional

02/06/2016 - 10h32min. Alterada em 02/06 às 10h32min

Pedidos de auxílio-desemprego nos EUA caem para 267 mil na semana

O número de pedidos de auxílio-desemprego nos Estados Unidos registrou queda de 1 mil na semana encerrada em 28 de maio, para 267 mil, no cálculo com ajustes sazonais, segundo pesquisa do Departamento de Trabalho. Esta foi a terceira semana consecutiva de queda, um sinal de que a oferta de emprego continua a aumentar de forma modesta e que o mercado de trabalho segue forte.
O dado contrariou a previsão dos analistas consultados pela Dow Jones Newswires, que previam aumento para +270 mil. O resultado da semana passada, de +268 mil, não foi revisado.
O indicador da semana passada marcou a 65ª semana consecutiva em que os pedidos ficaram abaixo de 300 mil, na sequência mais longa desde 1973. O dado da semana anterior de +278 mil não foi revisado.
A média móvel das últimas quatro semanas, que é calculada para reduzir a volatilidade do dado, mostrou queda de 1.750 pedidos, a 276.750 na semana passada.
O número total de pessoas que recebem auxílio-desemprego no país aumentou 12 mil na semana encerrada em 21 de maio, a 2,172 milhões. Esse indicador específico é divulgado com uma semana de atraso.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia