Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 22 de junho de 2016. Atualizado às 23h55.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Patrícia Knebel

Mercado Digital

Notícia da edição impressa de 23/06/2016. Alterada em 22/06 às 21h19min

Cuidado com os ataques direcionados

Guilherme Daroit, interino
Em no máximo três anos, a preocupação das empresas quanto a ataques cibernéticos mudará de forma avassaladora. A projeção é da Kaspersky, que acredita que, até lá, 60% dos investimentos em segurança serão voltados a ataques direcionados. Hoje, o montante não chega a 10%. São malwares específicos, que se hospedam na rede interna sem que a empresa perceba, extraindo dados secretos por longo período de tempo. "Obviamente, as empresas gigantescas são os alvos prioritários, mas as pequenas também podem ser usadas como porta de entrada", argumenta o diretor-geral da Kaspersky no Brasil, Claudio Martinelli. Ele cita como exemplo o famoso roubo de dados de cartões de crédito de milhões de clientes da rede varejista norte-americana Target, que aconteceu a partir de uma empresa de manutenção de ar-condicionado. "Não se dividem as empresas entre quem foi atacado ou não, mas sim entre quem já descobriu e quem ainda não", brinca Martinelli sobre o tamanho da ameaça.
ICMS sobre softwares 1
Boa notícia para as empresas de TI do Estado: a cobrança de ICMS sobre operações de softwares será adiada para o início de outubro. O Decreto nº 52.904/16, que determinou a cobrança de 5% sobre vendas de programas, aplicativos e jogos, entre outros, já está vigorando desde 1 de junho, mas, como ainda não houve recolhimento, pode ser adiado. Seprorgs e Secretaria da Fazenda confirmaram a informação, acertada em reunião na terça-feira. A decisão será publicada pelo governo nos próximos dias.
ICMS sobre softwares 2
Segundo o presidente do Seprorgs, Diogo Rossato, a entidade espera reabrir a discussão sobre os termos do decreto. A preocupação maior do setor, que engloba 9 mil empresas, é a bitributação que foi instituída com o decreto, uma vez que os softwares já pagam ISS. "Foi aberto um canal para participarmos da consolidação das informações, aliando conceitos para termos um decreto claro e justo", afirma. A Sefaz justifica a suspensão com o fato de que, embora seja uma decisão nacional, apenas gaúchos e paulistas haviam regulamentado a cobrança - que foi suspensa em São Paulo também.
Orgulho LGBTQ
Os serviços de streaming (que, aliás, ganham cada vez mais espaço no consumo de entretenimento) aderiram ao mês do orgulho LGBTQ, comemorado em junho. Desde a semana passada, o Spotify disponibiliza a categoria Orgulho LGBTQ, com playlists criadas por artistas e embaixadores da causa. Já o Youtube liberou uma playlist com vídeos sobre o assunto produzidos por canais famosos da rede. A campanha #orgulhodeser ainda convida os usuários a fazerem o mesmo.
Inclusão financeira
Mesmo em um evento de tecnologia para bancos, há espaço para soluções que melhorem a vida de quem está à margem ao sistema. A gaúcha Saque e Pague lançou, nesta semana, no Ciab, um novo serviço para a sua solução Transfere Rápido. Com ela, o usuário pode depositar um valor em um ATM da empresa, e, em vez do número da conta, cadastrar o celular do destinatário. Ele então recebe um token (código de uso específico) para retirar o montante em espécie no terminal. Toda a tecnologia é própria da empresa, que espera fechar o ano com 860 terminais no País.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia