Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 24 de junho de 2016. Atualizado às 00h23.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR

Frases e Personagens

Notícia da edição impressa de 24/06/2016. Alterada em 23/06 às 19h55min

Frases e personagens

Paulo Rabello de Castro, novo presidente do IBGE

Paulo Rabello de Castro, novo presidente do IBGE


WILSON DIAS/ABR/JC
"No IBGE, pretendo retratar o que acontece no nosso País, para que os dados divulgados sirvam como um correto instrumento de gestão. Para tanto, seguirei um resgate tríplice, que tem o presidente interino Michel Temer (PMDB), com a retomada da confiança do povo brasileiro; a retomada do crédito público; a retomada da Federação brasileira, que mal se inicia com a repactuação emergencial da dívida mobiliário dos estados." Paulo Rabello de Castro, novo presidente do IBGE.
"O Brasil vive momento da maior importância, porque chegou a um ponto de decisão Fazenda. Esse ponto é agonizado pela nossa crise econômica. Dependendo dos resultados deste ano, nós teremos a maior recessão econômica brasileira desde que começou a ser medido o PIB, em 1992." Henrique Meirelles, ministro da Fazenda.
"A sociedade deve conter a ansiedade por ver os problemas econômicos que afetam o País serem resolvidos no curtíssimo prazo. A economia vai voltar a crescer, mas não será de uma hora para outra. A reforma da Previdência é algo complexo que envolve vários setores da sociedade e, por isso, requer uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) própria." Também Henrique Meirelles.
"O PT está com lama até o pescoço. Sugiro aos seus parlamentares que, quando falarem em 'golpe', façam como opinião pessoal, porque das duas uma: ou há muita má-fé nesse discurso, porque incentiva a violência; ou é coberto de uma ignorância jurídica, política, constitucional profunda." Jones Martins (PMDB-RS), deputado federal.
"Critico a ação da Polícia Federal (PF) que resultou na prisão preventiva do ex-ministro do Planejamento Paulo Bernardo (PT), marido da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR). Teve a intenção de constranger a atuação do PT na Comissão do Impeachment." Lindbergh Farias (PT-RJ), senador.
"Não me considero golpista. Não recebi dinheiro de empreiteiras. Não serei candidato em 2018. A Lava Jato tem todo o meu apoio." Michel Temer (PMDB), presidente interino.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia