Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 22 de junho de 2016. Atualizado às 19h58.

Jornal do Comércio

JC Logística

COMENTAR | CORRIGIR
Notícia da edição impressa de 23/06/2016. Alterada em 22/06 às 19h57min

Nova regra do pré-sal pode sair em julho

Serra espera que o projeto seja aprovado antes do recesso branco

Brazilian new Foreign Minister José Serra poses at his office at the Itamaraty Palace in Brasilia on May 18, 2016. / AFP PHOTO / EVARISTO SA


EVARISTO SA/AFP/JC
O governo espera aprovar, até o mês que vem, o projeto que desobriga a Petrobras de investir no pré-sal. A mudança retira a obrigatoriedade da estatal de ser a única exploradora do pré-sal e participar com o mínimo de 30% no volume de investimentos de cada projeto. A ideia é que ela seja aprovada antes do chamado "recesso branco", ocasionado pelo calendário eleitoral e previsto para se iniciar na segunda quinzena de julho.
Deputados da nova base aliada, formada principalmente por PMDB e PSDB, dizem ter garantido o número de votos necessários para aprovar o relatório na comissão especial na Câmara e, depois, o projeto, de autoria do ministro das Relações Exteriores, José Serra, no plenário. Ele já foi aprovado no Senado e agora está sendo avaliado em uma comissão da Câmara.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia