Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 05 de julho de 2016. Atualizado às 19h05.

Jornal do Comércio

JC Contabilidade

COMENTAR | CORRIGIR

Opinião

Notícia da edição impressa de 06/07/2016. Alterada em 05/07 às 18h20min

Momento ideal para a empresaplanejar a sucessão patrimonial

Pedro Adachi, especialista em empresas familiares e sócio da Societàs Consultoria

Pedro Adachi, especialista em empresas familiares e sócio da Societàs Consultoria


SOCIETÀS CONSULTORIA /DIVULGAÇÃO/JC
Pedro Adachi
Com a possibilidade de aumento da tributação sobre a transmissão patrimonial, surge um questionamento: qual é o momento ideal de planejar a sucessão patrimonial?
Atualmente, a principal tributação incidente sobre a transmissão de bens e direitos é o Itcmd (Imposto de Transmissão Causa Mortis e Doação), cuja cobrança é de competência estadual e a alíquota máxima está fixada em 8%. O que ocorre é que muitos estados já passaram a utilizar o maior patamar, além de terem modificados alguns critérios de apuração da base de cálculo, majorando ainda mais o montante devido pelo contribuinte.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia