Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 31 de maio de 2016. Atualizado às 10h01.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Novo Governo

Notícia da edição impressa de 31/05/2016. Alterada em 31/05 às 10h01min

PGR nega a suspensão dos ministros de Michel Temer

Janot referendou a decisão de analisar os casos especificamente

Janot referendou decisão de que cada caso seja examinado especificamente


GERALDO MAGELA/AGÊNCIA SENADO/JC
A Procuradoria-Geral da República (PGR) rejeitou pedido feito pelo PT para abrir investigação e requerer a suspensão de ministros nomeados pelo presidente interino Michel Temer (PMDB) que eram alvos de apuração e ganharam foro privilegiado, passando a ser investigados pelo Supremo Tribunal Federal (STF).
A solicitação do deputado Paulo Pimenta (PT-RS) envolvia ministros investigados em quaisquer fases processuais por aparente desvio de finalidade e possível fraude processual, como o do Turismo, Henrique Eduardo Alves (PMDB), que figura em um pedido de abertura de inquérito da Operação Lava Jato feito pela Procuradoria ao STF.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia