Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 20 de maio de 2016. Atualizado às 10h22.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Câmara dos Deputados

19/05/2016 - 20h59min. Alterada em 19/05 às 20h59min

Rodrigo Janot ironiza sobre retorno de Cunha à Câmara na segunda

Agência Brasil
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ironizou hoje (19) a declaração do presidente afastado da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), de que voltará a frequentar a Casa a  partir da próxima semana. Ao deixar o Supremo Tribunal Federal (STF), Janot foi perguntado sobre as declarações do peemedebista e limitou-se a dizer: "isso é um problema dele".
Afastado do mandato, consequentemente do cargo de presidente da Câmara há duas semanas, por decisão unânime do Supremo Tribunal Federal, Cunha voltou hoje à Casa para prestar depoimento ao Conselho de Ética no processo que pode resultar na cassação do seu mandato.
Após falar ao conselho, Cunha disse que voltará à Casa a partir de segunda-feira (23). "Estou suspenso do exercício do mandato e não de frequentar a Câmara. Vou frequentar meu gabinete pessoal e estarei aqui presente, não mais hoje, mas a partir de segunda-feira", afirmou o deputado.
Segundo Eduardo Cunha, quem quiser falar com ele a partir da próxima semana poderá passar no gabinete 510, no anexo 4 da Câmara. O procurador-geral da República não respondeu se a eventual volta de Cunha à Câmara representa um desrespeito à decisão do STF.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Antonia Lúcia 20/05/2016 09h10min
Pois é, o Senado, presidido pelo peemdebista Renan, cassou Delcídio com uma celeridade admirável, já a Câmara não dá conta de fazer o mesmo com o Cunha, que faz o que quer e debocha descaradamente da tal da comissão. Vão nos dizer que esse partido, que sempre cuidou dos próprios interesses, vai cuidar do Brasil!! Vamos ver.