Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 09 de maio de 2016. Atualizado às 22h41.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

polícia federal

Notícia da edição impressa de 10/05/2016. Alterada em 09/05 às 22h41min

Mantega é conduzido coercitivamente a depor na Zelotes

Ex-ministro da Fazenda dos governos de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Dilma Rousseff (PT), Guido Mantega declarou à Polícia Federal, ontem, que manteve "relações comerciais" com o empresário Victor Sandri, do grupo Cimento Penha.
Mantega foi conduzido coercitivamente pela Polícia Federal (PF) em São Paulo para depor na Operação Zelotes, que investiga suposta manipulação de julgamentos do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), braço do Ministério da Fazenda que julga recursos de empresas contra multas aplicadas pelo Fisco. Também foi cumprido mandado de busca e apreensão na casa do ex-ministro. Em depoimento que se arrastou por mais de duas horas, Mantega respondeu a todas as perguntas que lhe foram feitas pela PF.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia