Silveira criou a Open Stage para incentivar a cena cultural na zona Sul Eduardo Silveria criou a Open Stage para incentivar a propagação da música autoral Foto: ANTONIO PAZ/JC

Três negócios em um: ambiente multifuncional é aposta para promover a cultura e atrair clientes

Open Stage é uma loja de instrumentos musicais, cafeteria e palco aberto para músicos com trabalhos autorais

Inaugurada em julho de 2014, a Open Stage já nasceu no formato atual, multi: é loja de instrumentos musicais, cafeteria e tem palco aberto para eventos culturais, principalmente apresentações musicais de caráter autoral. A estratégia é simples: o público é atraído pelos shows, conhece a loja e consome os produtos da cafeteria – que entre doces e salgados oferece também cervejas artesanais. O sistema é sustentável, a loja e a cafeteria mantêm o negócio em pé, proporcionando a propagação da cultura musical de forma gratuita, pois todos os eventos têm entrada franca.
Em menos de dois anos, já foram realizadas mais de 200 apresentações, em sua maioria de shows autorais e escolas de música. A casa recebeu também workshops sobre utilização de instrumentos e ferramentas de edição digital e lançamentos de livros. Apenas em abril, foram realizados nove eventos. E somando o público desde o começo, a Open Stage recebeu cerca de 15 mil pessoas, com um público de mais de 200 pessoas na estreia. Os músicos que mais procuram o espaço são voltados para o rock, mas a agenda é aberta a todos os estilos.
O proprietário Eduardo Silveira, 38 anos, garante que o objetivo principal do empreendimento, desde o começo, era fomentar a cultura na Zona Sul da capital, especialmente na região que rodeia a Av. Otto Niemeyer, 2415, onde está localizado o ambiente. “Aqui na Zona Sul temos poucos eventos culturais e não há nenhuma loja de instrumentos com esta proposta, e eu também queria mudar de área”, explica. Há 17 anos ele comanda a própria empresa de materiais de construção, a Madeben, que hoje possui dois pontos físicos na capital.
Em março de 2015, Silveira apostou também em eventos externos, levando as apresentações para parques da capital através de uma Kombi. Mas o projeto esbarrou em detalhes burocráticos, e ele resolveu então montar o Free Stage Truck, com shows na frente da loja. As duas edições realizadas até agora tiveram cerca de 100 pessoas cada uma. A ideia é também fazer participações em eventos culturais, como a Feira do Vinil.
Paixão e oportunidade
O empresário iniciou nos negócios aos 21 anos, incentivado por seu pai e estimulado pelo seu instinto de trabalhar por conta própria. Porém, admite que se inclinou a área da construção pela oportunidade de negócio na época, mas que a escolha pelo novo empreendimento também foi medida pelo coração: “Eu não toco, mas sou apreciador”. Analisando o trabalho realizado em suas empresas, confessa que o que mais lhe orgulha é poder contribuir com o sustento das 60 famílias dos funcionários envolvidos entre as três lojas.
Conheça o espaço:
Compartilhe
Artigos relacionados
Comentários ( 1 )
  1. Alexandre

    brilhante iniciativa parabens

Deixe um comentário

Publicidade
Newsletter

HISTÓRIAS EMPREENDEDORAS PARA
VOCÊ SE INSPIRAR.

Receba no seu e-mail as notícias do GE!
Faça o seu cadastro.





Mostre seu Negócio