Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 27 de maio de 2016. Atualizado às 23h13.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

campeonato brasileiro

27/05/2016 - 23h09min. Alterada em 27/05 às 23h13min

Pela Série B, Goiás e Brasil de Pelotas ficam no empate por 1 a 1 em Itumbiara

Gaúchos seguem na zona de acesso a Série A de 2017

Gaúchos seguem na zona de acesso a Série A de 2017


CARLOS INSAURRIAGA/G.E. Brasil/Divulgação/JC
Não foi desta vez que o Goiás conseguiu a primeira vitória como mandante na Série B do Campeonato Brasileiro. Nesta sexta-feira, na abertura da quarta rodada, o time esmeraldino ficou no empate com o Brasil, de Pelotas (RS), por 1 a 1, no estádio Juscelino Kubitschek, em Itumbiara (GO). O time cumpriu seus dois jogos de suspensão por brigas entre torcidas no ano passado.
Esta foi a segunda igualdade do Goiás como mandante na segunda divisão nacional - a primeira foi contra o Londrina pelo mesmo placar. Sendo assim, os goianos estão apenas em 10.º lugar com cinco pontos, enquanto que o Brasil é o terceiro com sete.
Longe do estádio Serra Dourada, ainda cumprindo punição devido às brigas de sua torcida no jogo contra o Coritiba, no Brasileirão do ano passado, o Goiás viu o Brasil abrir o placar logo aos 12 minutos. Felipe Garcia tentou o passe no comando de ataque, Nena se enroscou com a marcação e a bola sobrou para o próprio meio-campista, que tocou para o fundo das redes. Foi o quarto gol em quatro jogos do camisa 7.
Os goianos sentiram o golpe logo no início e viram os gaúchos criarem boas chances para ampliar em seguida. Renan, no entanto, apareceu para evitar um desastre em finalização rasteira de Nathan e em um pênalti cometido em cima de Diogo Oliveira e cobrado por Nena. A boa atuação do camisa 1, contudo, não animou o Goiás, que seguiu sem inspiração no ataque e pouco ameaçou Eduardo Martini.
O Brasil voltou para o segundo tempo dando espaço para o adversário e tomou o gol de empate aos nove minutos. Léo Sena enfiou boa bola e Rafhael Lucas finalizou com categoria para deixar tudo igual. Melhor, o Goiás passou a bombardear o adversário, que se fechou. Léo Sena teve duas boas oportunidades uma delas em chute de fora da área defendido por Eduardo Martini.
O tempo foi passando e o ímpeto do Goiás foi acabando. Apesar do recuo do adversário, os goianos não conseguiram fazer valer a posse de bola e só voltaram a ameaçar em chute de fora da área. Wendel arriscou e Eduardo Martini fez boa defesa. Foi pouco e o empate acabou confirmado.
Os dois times voltam a campo na próxima terça-feira, quando será realizada a quinta rodada. O Goiás enfrenta o Ceará, às 19h15, no estádio Presidente Vargas, em Fortaleza, enquanto que o Brasil recebe o Paysandu, no estádio Bento Freitas, em Pelotas, no mesmo horário.
Goiás 1 x 1 Brasil de Pelotas
Renan; Jhonatan (Sueliton), Wesley Matos, David Duarte e Jefferson; Willian (Ramires), Wendel e Léo Sena; Rossi, Cléo (Wagner) e Rafhael Lucas. Técnico: Enderson Moreira.
Eduardo Martini; Wender, Cirilo, Leandro Camilo e Marlon; Leandro Leite, Washington, Diogo Oliveira (Marcão) e Felipe Garcia; Nathan (Ramon) e Nena (Marcos Paraná). Técnico: Rogério Zimmerman.
Árbitro: Charles Hebert Cavalcante Ferreira (AL)
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia