Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 08 de maio de 2016. Atualizado às 18h14.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

campeonato gaúcho

08/05/2016 - 17h59min. Alterada em 08/05 às 18h14min

Com três tentos de cabeça, Inter conquista o 45º título estadual

Sasha ensaia um passo de valsa na comemoração

Sasha ensaia um passo de valsa na comemoração


Ricardo Duarte/Inter/Divulgação/JC
Em um Beira-Rio que chegou próximo da capacidade máxima, os 42.065 colorado presentes no estádio festejaram a conquista do hexacampeonato gaúcho, ao bater o rival de Caxias do Sul, o Juventude, por 3 a 0. Com um sistema aéreo entrosado, Sasha, Paulão e Gustavo Ferrareis venceram a meta defendida por Elias em três cabeceios. Com o resultado e o título, o Internacional repete a façanha de 40 anos atrás e alcança a quadragésima quinta conquista do campeonato gaúcho.
Antes da bola rolar, houve a cerimônia com um minuto de silêncio, em memória ao ex-centroavante do Internacional, Larry Pinto de Faria – que faleceu na sexta-feira, vítima de um ataque cardíaco.
Eduardo Sasha abriu o placar aos 14 minutos, quando cortou um cruzamento de William, em cobrança de falta na intermediária, pelo lado direito do ataque, e cumprimentou a meta defendida pelo arqueiro Elias, para delírio da torcida colorada. Na comemoração, o atacante ainda tentou um passe de valsa.
Os visitantes tentaram responder aos 23, quando o volante Lucas dribla o lateral Artur e avançou rumo à linha de fundo, pela direita. O volante rolou para a esquerda, na direção de Dieguinho, que dominou a pelota e encontrou Roberson. O zagueiro colorado Paulão desarmou o arremate, mas a bola sobra a Lucas, que chuta com força acima do arco defendido por Alisson.
Depois deste lance, o confronto entre jaconeros e colorados seguiu ríspido com faltas anotadas para ambos os lados, o que baixou o rendimento técnico das duas equipes. Pará, Heverton, Lucas e Bruno Ribeiro levaram o cartão amarelo pela papada, enquanto William sofreu a advertência pelo Inter.
O elenco alviverde ainda tentou empatar o duelo, Pará buscou o cruzamento pela esquerda, a bola passou à frente de Hugo e Roberson, aos 41 minutos. Antes do término do primeiro tempo, o time de Caxias desperdiçou uma oportunidade na entrada da grande área; o volante Lucas arrematou próximo da meia-lua, porém o chute pegou muito emabaixo da bola e subiu em direção a arquibancada do Beira-Rio.
Questionado no intervalo, Sasha explicou que o passe de valsa não foi uma provocação ao rival Grêmio, em alusão que o tricolor não conquista um título de nível nacional e internacional há 15 anos. "Entendam da forma que vocês quiserem. Comemorei da minha forma".
Para Roberson, mesmo com o placar adverso, a postura do Juventude foi páreo para o enfrentamento. "Temos que chegar mais. Tomamos gol que não podíamos ter tomado. Estamos com uma postura boa".
Na etapa complementar, orientados pelo treinador Antonio Carlos Zago, o Juventude tentou abafar a defesa colorada nos cinco primeiros minutos, entretanto, a pressão não se somou em eficácia. Aos seis, o centroavante Aylon aproveitou uma brecha na defesa de Caxias do Sul, entrou na grande área pelo lado esquerdo e chutou forte no lado de fora do gol de Elias.
Aos nove minutos, Dieguinho escapou pela esqueda e lançou para Hugo na entrada da grande área, o atacante cabeceou no meio do gol de Alisson, que seguro realizou a defesa para salvar a meta colorada.
Mais tarde, aos 24, com tranquilidade o Internacional ampliou a diferença. Paulão subiu as costas da defesa do Juventude e cabeceou para vencer as redes de Elias, após novo cruzamento de William, em falta pela direita.
Com 32 minutos rodados do segundo tempo, o Juventude teve a chance de descontar em uma cobrança de falta na entrada da grande área, porém, o chute de Bruno ribeiro explodiu na barreira vermelha.
Com o controle do confronto, o Internacional fulminou a defesa de Caxias do Sul com o terceiro tento de cabeça. Aos 36, Artur tabelou com Sasha e foi a linha de fundo, o lateral cruzou para o meio-campo Gustavo Ferrareis mandar a bola para o fundo do gol e decretar a 45ª conquista colorada no Rio Grande do Sul.
Internacional 3 x 0 Juventude
Alisson; William (Paulo Cezar), Paulão, Ernando e Artur; Fernando Bob (Jair), Fabinho, Anderson (Gustavo Ferrareis) e Andrigo, Eduardo Sasha e Aylon. Técnico: Argel Fucks.
Elias; Hélder (Wallacer), Heverton (Sassá), Klaus e Pará; Wanderson, Lucas e Bruno Ribeiro (Felipe Lima); Hugo, Roberson e Dieguinho. Técnico: Antônio Carlos Zago.
Árbitro: Anderson Daronco
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia