Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 19 de maio de 2016. Atualizado às 23h01.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

19/05/2016 - 22h48min. Alterada em 19/05 às 23h02min

CSN subscreve ações ON da Usiminas em operação de aumento de capital

A CSN informou nesta noite de quinta-feira, 19, que subscreveu 35.766.351 de ações ordinárias, no âmbito do aumento de capital da Usiminas. O valor total desembolsado pela CSN foi de R$ 178,831 milhões.
Segundo a CSN, deste total, 33.719.233 de ações foram adquiridas diretamente pela CSN, no valor de R$ 168,596 milhões. Outras 2.047.118 de ações foram subscritas pelo VR1 Fundo de Investimento Multimercado Crédito Privado, que tem suas cotas detidas em sua totalidade pela CSN, no valor de R$ 10,235 milhões.
A operação de aumento de capital da Usiminas envolveu um total de 200 milhões de ações ON, ao preço de R$ 5 por papel, no total de R$ 1 bilhão. O aumento foi aprovado no dia 18 de abril em assembleia geral extraordinária da Usiminas. A CSN exerceu todo o seu direito de preferência.
Em resposta a um ofício enviado pela Comissão de Valores Mobiliários, que questionou informações divulgadas pela imprensa nacional nesta quinta-feira, 19, a CSN deu detalhes sobre a composição de sua previsão de investimentos para este ano.
Segundo a companhia, do total de R$ 1,2 bilhão previstos, R$ 500 milhões estão previstos para a área de siderurgia, especialmente para projetos de investimentos nas coqueiras da Usina Presidente Vargas (UPV), em Volta Redonda (RJ), projetos de meio ambiente, de modernização tecnológica da UPV, além da conclusão da expansão do Centro de Serviços de Mogi das Cruzes e manutenção das demais unidades.
Na produção de cimento, a CSN projeta investir R$ 529 milhões, para finalizar um novo forno de clínquer em Arcos. Em mineração, o aporte deve totalizar R$ 111 milhões, que serão utilizados para pagamento de equipamentos de mina, beneficiamento de minério de ferro, estudos para a Fase 60 Mtpa no terminal portuário de Itaguaí (RJ), além de projetos em outras unidades. Estão previstos também R$ 72 milhões para outras operações e investimentos de natureza corporativa. O orçamento para 2016 inclui também R$ 180 milhões em estoques de itens sobressalentes.
A CSN confirma ainda que pretende anunciar a venda de ativos, mas que não é possível confirmar que a venda ocorrerá ainda neste segundo trimestre de 2016.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia