Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 18 de maio de 2016. Atualizado às 15h24.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

conjuntura internacional

18/05/2016 - 15h24min. Alterada em 18/05 às 15h24min

BC dos EUA deixam em aberto possibilidade de elevação dos juros em junho

Os dirigentes do Federal Reserve, o banco central norte-americano, disseram que uma alta dos juros em junho é possível, se os dados posteriores mostrarem uma economia melhor nos Estados Unidos, e buscaram contrabalançar as expectativas do mercado de que uma elevação nos juros na próxima reunião era improvável, segundo a ata da última reunião do Fed, de abril.
Ainda que os dirigentes não tenham se comprometido com uma alta em junho, eles claramente buscaram deixar as opções em aberto na última reunião e em suas comunicações planejadas para depois dela.
"A maioria dos dirigentes julgou que se os dados posteriores forem consistentes com a aceleração do crescimento econômico no segundo trimestre, as condições do mercado de trabalho continuarem a se fortalecer e a inflação fizer progresso rumo ao objetivo de 2% [do Fed], então seria provavelmente apropriado uma alta na taxa de juros em junho", afirmou a ata divulgada nesta quarta-feira. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia