Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 13 de maio de 2016. Atualizado às 13h27.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Tecnologia

13/05/2016 - 13h27min. Alterada em 13/05 às 13h27min

Apple investe US$ 1 bilhão na empresa Didi, chinesa concorrente do Uber

A Apple está investindo US$ 1 bilhão na Didi Chuxing Technology, concorrente do Uber Technologies na China. Esse é o maior investimento da gigante norte-americana em um mercado crucial. A Didi Chuxing - que os investidores avaliam em US$ 25 bilhões, uma das startups mais valiosas da China - está em uma dura batalha com o UberChina.
A companhia dos EUA não detalhou as razões para o negócio. No entanto, a Apple vem trabalhando para fabricar um veículo elétrico autônomo com uma equipe de mais de 1.000 funcionários. Outros serviços de transporte alternativo têm mostrado interesse em veículos autônomos. O Uber tem uma grande equipe trabalhando em tecnologia para veículos autônomos, enquanto a General Motors e a Lyft planejam começar a testar um frota de táxis sem motorista dentro de um ano.
O investimento não deverá ter impacto no caixa de US$ 233 bilhões da Apple. A expectativa é de que o negócio possa encorajar a adoção do Apple Pay e de outros serviços na China, embora o anúncio não tenha detalhado planos de cooperação entre as duas empresas.
"A Didi exemplifica a inovação que está acontecendo na comunidade desenvolvedora de iOS na China", afirmou o executivo-chefe da Apple, Tim Cook. "Nós estamos extremamente impressionados pelo negócio que eles criaram e pelo excelente time de liderança deles. Estamos ansiosos para apoiá-los enquanto crescem."
Para a empresa chinesa, o acordo amplia o grupo de grandes investidores que inclui as duas maiores companhias de internet da China: a gigante de e-commerce Alibaba e a fabricante de games Tencent. Em janeiro a Didi operava em mais de 400 cidades na China. O UberChina, que opera em mais de 45 cidades atualmente no país, pretende se expandir para 100 cidades até o fim deste ano. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia