Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 13 de maio de 2016. Atualizado às 09h48.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

contas públicas

Notícia da edição impressa de 13/05/2016. Alterada em 13/05 às 09h48min

Tesouro perderá R$ 40 bi se Eletrobras sair da NYSE

Se a Eletrobras for retirada da lista de negociação da Bolsa de Valores de Nova Iorque (NYSE), o Tesouro Nacional poderá ter que bancar R$ 40 bilhões com a aceleração da dívida da empresa. A informação é do ministro do Planejamento, Romero Jucá.
"A Eletrobras precisa apresentar nos EUA o balanço e até agora a KPMG não assinou o balanço e está com pendência nessa questão. Isso gera um problema porque em tese a CVM não aceita balanço com ressalva", explicou. Segundo ele, se não se resolver isso, poderá gerar uma quebra de avaliação da Eletrobras e impactar a necessidade de regastes de bônus que foram feitos no mercado internacional. "É algo que não está previsto e que pode chegar a R$ 40 bilhões e onerar o Tesouro", afirmou.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia