Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 12 de maio de 2016. Atualizado às 18h22.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

12/05/2016 - 18h22min. Alterada em 12/05 às 18h22min

Dólar fecha em alta de 0,88%, a R$ 3,4776

A confirmação da votação do Senado que afastou a presidente Dilma Rousseff do governo foi bem recebida no mercado de câmbio, mas não impediu uma alta de 0,88% do dólar, que fechou cotado a R$ 3,4776 no mercado à vista.
Segundo operadores do mercado de câmbio, a procura por dólares persistiu mesmo com a boa recepção à abertura do processo de impeachment no Senado. Isso porque os investidores se mostraram cautelosos em relação às medidas econômicas que deverão ser tomadas, algumas impopulares e que serão alvo de forte oposição.
Além disso, o Banco Central vendeu o lote integral de quase US$ 1 bilhão em contratos de swap reverso pela manhã, o que corresponde a uma compra de dólares no mercado futuro, pressionando as cotações para cima. Segundo profissionais do mercado a alta também se sustentou diante de um movimento de realização de lucros recentes.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia