Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 05 de maio de 2016. Atualizado às 17h31.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

05/05/2016 - 17h30min. Alterada em 05/05 às 17h31min

Ouro fecha em leve baixa, pressionado pela valorização do dólar

O ouro apagou os ganhos do começo do dia e fechou em leve baixa, pressionado pela valorização do dólar.
O contrato do ouro para junho caiu 0,2%, para US$ 1.272,30 por onça-troy, na Comex. O metal precioso chegou a subir quase 0,8% no começo do dia, quando os investidores buscaram ativos seguros depois da divulgação de um número maior que o previsto de pedidos de auxílio-desemprego nos EUA.
No entanto, apesar do indicador fraco, o dólar conseguiu subir ante diversas moedas, o que é negativo para o ouro porque torna os contratos denominados na divisa dos EUA mais caros para quem opera com outras moedas.
James Steel, analista de metais preciosos do HSBC Securities, alertou em nota a clientes que o ouro ainda pode sofrer mais perdas no curto prazo. "O mercado de ouro continuará monitorando a política do Fed e provavelmente será afetado por declarações dos formadores de política", afirmou. "Com relação a isso, os dirigentes do Fed continuam enfatizando que junho é uma possibilidade" para elevação de juros, observou.
Agora os investidores aguardam o relatório mensal oficial do governo dos EUA sobre o mercado de trabalho, que é considerado uma medida da saúde da economia norte-americana e será divulgado amanhã. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia