Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 05 de maio de 2016. Atualizado às 11h07.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Indústria Petroquímica

05/05/2016 - 11h07min.

Lucro líquido consolidado da Braskem sobe 266% e atinge R$ 747 mi no do 1º trimestre

A receita líquida teve um aumento de 19%, para R$ 12,172 bilhões, na mesma comparação

A receita líquida teve um aumento de 19%, para R$ 12,172 bilhões, na mesma comparação


DANIEL TEIXEIRA/AE/JC
O lucro líquido da Braskem no primeiro trimestre deste ano atingiu R$ 747 milhões, com avanço de 266% na comparação com igual período do ano passado. A receita líquida teve um aumento de 19%, para R$ 12,172 bilhões, na mesma comparação.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) totalizou R$ 3,056 bilhões, o que representa uma expansão de 106% na mesma base comparativa. Já o Ebitda ajustado somou R$ 3,058 bilhões, com aumento também de 106%. A margem Ebitda ajustado cresceu para 25,1%, de 14,6% no 1tri15.

Os principais fatores que impulsionaram o Ebitda, segundo o relatório da administração, foram o maior volume total de vendas; melhores spreads de petroquímicos básicos e de PP (polipropileno) nos Estados Unidos e Europa; o maior volume de exportações de resinas; o contínuo bom desempenho das operações dos EUA e Europa; e a depreciação média do real de 37% entre os períodos. Em dólares, o Ebitda foi de US$ 780 milhões, 54% superior ao mesmo período do ano anterior.

Nesse contexto, a receita líquida da Braskem no exterior (ex-revenda de nafta e condensado e incluindo exportações) representou 44% do consolidado.

O lucro líquido da Braskem no primeiro trimestre veio 30,9% abaixo da expectativa de analistas. Já o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) veio em linha.

Na média, os analistas esperavam que o lucro atingisse R$ 1,082 bilhão no período, conforme as projeções de três casas (BTG Pactual, Itaú BBA e Brasil Plural) consultadas pelo Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado.

O Ebitda mais que dobrou entre os períodos, um aumento de 106%, para R$ 3,056 bilhões, próximo do esperado, que era um crescimento de 103%. A receita líquida também veio em linha, tendo registrado um aumento de 19%, para R$ 12,172 bilhões ante o primeiro trimestre de 2015. A média das estimativas era de R$ 12,772 bilhões.

O Broadcast considera que o resultado está em linha com as projeções quando a variação para cima ou para baixo é de até 5%.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia