Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 04 de maio de 2016. Atualizado às 15h44.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

sistema financeiro

04/05/2016 - 15h44min. Alterada em 04/05 às 15h44min

Sistema Unicred tem alta de 21% nos depósitos em 2015

O Sistema Unicred anunciou nesta quarta-feira (4) seus resultados de 2015. Conforme a instituição - conjunto de instituições financeiras cooperativas, sem fins lucrativos, - o número de depósitos totais aumentou em 21%, chegando a um saldo médio acima de R$ 7,4 bilhões. Já o patrimônio líquido registrou expansão de 14%, atingindo R$ 1,516 bilhão em dezembro de 2015.
Os ativos totais cresceram 20% ante 2014, enquanto as operações de crédito tiveram um aumento de 14%, com um saldo médio de mais de R$ 5 bilhões. De acordo com o presidente da Unicred do Brasil, Leo Trombka, apesar da grande volatilidade do mercado, o ano de 2015 foi positivo. “Os números mostram que superamos as dificuldades e continuamos no caminho certo. Tenho certeza que, focados na governança, vamos conseguir cumprir nossa meta para 2016: crescer 20%, assim como foi em 2015 e 2014”, afirma.
O capital social da Unicred subiu 16% e alcançou um saldo de R$ 1,234 bilhão. “Nossa estratégia de crescimento é baseada no planejamento. Este ano já voltamos para o estado do Paraná, inaugurando nossa unidade em Curitiba, e outras unidades de negócios estão por vir”, completa Dr. Leo Trombka.
Atualmente a Unicred é formada por 5 centrais, 44 cooperativas, 279 unidades de negócios e está presente em nove estados, reunindo 210 mil cooperados.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia