Porto Alegre, segunda-feira, 02 de maio de 2016. Atualizado às 22h42.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
15°C
21°C
11°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,4890 3,4910 1,48%
Turismo/SP 3,4000 3,6300 2,25%
Paralelo/SP 3,4000 3,6300 2,25%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE 
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Agronegócios Notícia da edição impressa de 03/05/2016. Alterada em 02/05 às 18h04min

Minuano anuncia demissão de mais de 300 trabalhadores em Passo Fundo

Flávio Wornicov Portela/MPT/JC
Frigorífico abatia cerca de 70 a 75 mil frangos por dia em Passo Fundo

Amanda Jansson

O frigorífico Minuano demitiu ontem mais de 300 trabalhadores de sua unidade em Passo Fundo, no Rio Grande do Sul, que terá as operações interrompidas. De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Alimentação de Passo Fundo, Miguel Luis dos Santos, os trabalhadores foram informados da decisão quando chegaram ao trabalho nesta manhã.
Santos informou que, segundo a empresa, o principal motivo para os cortes foi o rompimento do contrato que o frigorífico mantinha com a JBS. Cerca de 70 a 75 mil frangos eram abatidos por dia exclusivamente para a companhia de alimentos, que é a maior do mundo em proteína animal. O fim dos abates foi anunciado no fim da tarde da última sexta-feira (29 de abril). 
A Minuano não descartou uma possível retomada na produção por meio de um novo contrato, mas não forneceu previsão aos trabalhadores de quando isso poderia acontecer. "Apenas nos garantiram que não querem deixar a fábrica sucatear", afirmou o sindicalista.
Em reunião com a diretoria da empresa na manhã desta segunda, o dirigente sindical afirmou que quer rever as demissões caso a caso. "Temos casos de gestantes, dirigentes sindicais, trabalhadores que sofreram acidentes de trabalho e outros prestes a se aposentar. Todos esses casos terão de ser revistos", afirmou Santos. Segundo ele, o sindicato não descarta entrar na Justiça para garantir os direitos dos demitidos.
A Minuano deve hoje emitir nota oficial sobre as demissões. A empresa tem ainda um abatedouro na sede em Lajeado, cuja produção atende a BRF, e uma fábrica de embutidos em Arroio do Meio, para linhas próprias de produtos. 
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Chuvas atrasam colheita gaúcha de grãos de verão Agronegócio pede a Temer integração do MDA à Agricultura e fim da Conab
No documento de sete páginas entregue ao vice, os ruralistas sugeriram que os programas sociais do MDA sejam levados para o Ministério do Desenvolvimento Social
Encontro reúne pequenos e médios laticínios Rio Grande do Sul quer minimizar perdas pelas enchentes

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo