Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 09 de maio de 2016. Atualizado às 22h43.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Roberto Brenol Andrade

Palavra do Leitor

Notícia da edição impressa de 10/05/2016. Alterada em 09/05 às 19h42min

IR sobre dividendos

Como é fácil sugerir a transferência de recursos na ordem de R$ 43 bilhões ou R$ 56 bilhões ao governo federal! (Ipea propõe a cobrança de IR sobre dividendos, Jornal do Comércio, 09/05/2016). Esquecem os nobres economistas do Ipea de que quando (hoje cada vez mais difícil) existe lucro a ser distribuído aos acionistas (PF ou PJ) a empresa já pagou o IRPJ e CSLL em percentagens variáveis sobre este mesmo valor. O pagamento adicional de IR sobre dividendos é, a meu ver, bitributação, coisa que provavelmente estes economistas desconhecem ou desconsideram! Quando houver prejuízos poderemos descontar isto do IRPF? Nada como pimenta nos olhos dos outros. (Frank Woodhead, empresário)
Cais Mauá
Parece que o projeto Cais Mauá não sairá mais em Porto Alegre. É uma pena. Vi na TV uma bela matéria sobre a revitalização do cais do Rio de Janeiro, que ficou lindo, tem até um trenzinho supermoderno, igual ao nosso aqui, que liga a estação do Trensurb até o aeroporto. Porto Alegre se consolida como a cidade do "Não". Não importa o motivo, é sempre "Não". O Pontal do Estaleiro está lá, abandonado, para ser "preservado", segundo plebiscito da população, no qual cerca de 30 mil habitantes votaram em nome de 1,4 milhão de porto-alegrenses É uma vergonha. (João Bacellar, Porto Alegre)
Cais Mauá II
O Brasil necessitando urgentemente do modal hidroviário e em Porto Alegre querem transformar o porto em shopping center. Me belisca pra ver se eu estou sonhando. (José Maria R. de Vilhena, Porto Alegre)
Smov
Morador da rua João Guimarães, bairro Rio Branco, agradeço à Smov (Secretaria Municipal de Obras e Viação) por ter tapado um buraco na minha rua, quase toda ela em bom estado, mas que sofria os motoristas, especialmente com esse buraco, que teve até pedido de providências no Jornal do Comércio. (Pedro Gunther Souza, Porto Alegre)
Cortes de energia
Residente há quatro anos na rua Carlos Trein Filho, 1.065, em Porto Alegre, estou impressionado e indignado com a frequência das interrupções no fornecimento de energia elétrica. Ocorreu novamente no domingo (8/5). Não havia vento, raios e sequer chovia, mas faltou luz por mais de uma hora no final da manhã. Os pequenos cortes são quase semanais, e apesar dos pedidos de explicações, nós, consumidores, somos ignorados. (Gilberto Jasper, jornalista, Porto Alegre)
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia