Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 16 de maio de 2016. Atualizado às 19h32.

Jornal do Comércio

Panorama

COMENTAR | CORRIGIR
Notícia da edição impressa de 17/05/2016. Alterada em 13/05 às 17h24min

Sobre amor, memória e morte

A partir de hoje, a Sala P. F. Gastal da Usina do Gasômetro (Presidente João Goulart, 551 - 3º andar) exibe com exclusividade a estreia de Exilados do vulcão. Este é o quinto filme da brasileira Paula Gaitán, cineasta, poeta, fotógrafa e artista visual com uma sólida carreira em documentários desde 1983.
Vencedor do Prêmio de Melhor Filme no 46º Festival de Brasília, o longa conta a história de uma mulher que, após perder o marido, tem a casa incendiada. Das chamas, ela consegue salvar uma pilha de fotografias e um diário com frases escritas à mão, que simbolizam os únicos rastros deixados pelo homem amado.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia