Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 30 de maio de 2016. Atualizado às 22h28.

Jornal do Comércio

Jornal da Lei

COMENTAR | CORRIGIR

opinião

Notícia da edição impressa de 31/05/2016. Alterada em 30/05 às 18h57min

A flexibilização dos direitos trabalhistas e o varejo

Felipe Purcotes
A flexibilização da legislação trabalhista é apontada como uma das ferramentas necessárias para enfrentar e atravessar o atual cenário econômico. Isso porque a inflada folha de salários, acoplada à queda vertiginosa das vendas, é um dos motivos da atual fragilidade do setor.
O segmento varejista vem defendendo a redução da jornada com o salário proporcional, bem como a adequação da quantidade de empregados aos períodos de maior movimento. Críticos defendem que tal alteração na legislação ajudaria na manutenção e criação de empregos. Outro ponto de reclamação do setor varejista diz respeito à carga tributária e à destinação do dinheiro para órgãos que não tem relação direta com o contrato de trabalho.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia