Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 11 de maio de 2016. Atualizado às 22h07.

Jornal do Comércio

JC Logística

COMENTAR | CORRIGIR

Energia

Notícia da edição impressa de 12/05/2016. Alterada em 11/05 às 18h29min

Liquigás pode ser vendida e valeria até R$ 1,5 bilhão

Subsidiária da petroleira detém o segundo lugar no mercado doméstico

Subsidiária da petroleira detém o segundo lugar no mercado doméstico


LIQUIGÁS/DIVULGAÇÃO/JC
A Liquigás, distribuidora e comercializadora de botijão de gás da Petrobras, começa a receber propostas para a venda de seu controle. Vice-líder nesse segmento, a companhia é cobiçada pelos seus principais concorrentes. A Ultragaz, do grupo Ultra; a Supergasbrás, do grupo holandês SHV, terceiro do setor; além da Copagaz, do empresário Ueze Zahan, estão entre os principais interessados no negócio, avaliado entre R$ 1,2 bilhão e R$ 1,5 bilhão, segundo apuração junto ao mercado.
A estatal, que está em um amplo processo de desinvestimento, enfrenta dificuldades para se desfazer de seus principais negócios. "A Liquigás é a única operação do grupo que está avançando de forma mais rápida", disse uma fonte de mercado. O banco Itaú BBA está coordenando esse processo.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia