Porto Alegre, segunda-feira, 25 de abril de 2016. Atualizado às 22h52.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
9999°C
15°C
7°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,5470 3,5490 0,64%
Turismo/SP 3,4700 3,6800 1,07%
Paralelo/SP 3,4800 3,6800 1,07%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE 
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Artigo Notícia da edição impressa de 26/04/2016. Alterada em 25/04 às 20h14min

Fala, leitor!

Antônio Carlos Côrtes

Meço o que escrevo no jornal pelo retorno do leitor por meio do e-mail. Uns assinam, outros procuram pseudônimos. Alguns colaboram ao descobrir equívocos de redação. Há os que sugerem corpo maior (tamanho da letra) para o texto. Por vezes, as críticas são fortes, mas sempre educadas. Sugerem temas para crônicas. Alguns sugerem que escreva sobre os problemas da cidade. Respondo parafraseando o sempre vereador João Antônio Dib (PP): o grande problema de Porto Alegre são seus pequenos problemas. Água. Luz. Iluminação. Paralisação de obras públicas. Ônibus, táxis e lotações que não param à noite para negros, idosos e deficientes. Percebo que o emilista (criei o termo agora) fica feliz apenas em ser ouvido em seu desabafo da Tribuna do Teclado do computador. Sabe que pelo jornal pode ser ouvido pelo delegado, vereador, prefeito, governador e isto lhe basta. Há os que se descobrem escritores ao remeter missivas aos jornais. Monteiro Lobato - foi assim, eis que na condição de fazendeiro, enviou carta ao jornal pedindo providências para a agricultura. Seu estilo de redação chamou a atenção e o elevou ao patamar de grande escritor brasileiro. Graciliano Ramos era funcionário público em Palmeira dos Índios, e seus relatórios ao governador chamaram a atenção de um editor. Quando o leitor observar no jornal: Nota da Redação, ou N. R., é grande a possibilidade que foi motivada por contribuição de leitores.
Considero-me eterno aprendiz em boa parte do que faço, além da advocacia, por isso confesso que meu olhar ao ler os jornais diários, que são em número oito, sempre observa primeiro o editorial, depois a seção de Palavra do Leitor, porque este é o mais importante de tudo. Sem ele, o jornalista, o pessoal da redação, oficina, transporte e até da direção não existiriam. Portanto, meu reconhecimento e homenagem a você, leitor. Não sou de CTG, mas o considero meu Venerável Patrão Velho!
Escritor
COMENTÁRIOS


DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Opinião Econômica: Profecia A democracia representativa e o eleitor
A democracia entendida como forma de governo nascida na Grécia Antiga ocupa uma posição central.
Uma mensagem ao presidente
Prezado senhor presidente. Tenho certeza que você sabe que tudo o que acontece em sua empresa, tanto para o bem como para o mal, emana da sua pessoa.
Fazer mais com menos, o desafio de cada dia
O mercado de eventos corporativos está se mantendo a salvo em meio à instabilidade econômica e política do País. Hábil em dribles, tem conseguido assegurar a integridade diante da crise.

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo