Porto Alegre, domingo, 24 de abril de 2016. Atualizado às 22h33.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
9999°C
19°C
12°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,5700 3,5720 1,10%
Turismo/SP 3,4700 3,7200 1,63%
Paralelo/SP 3,4800 3,7200 1,63%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE 
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

Artigo Notícia da edição impressa de 25/04/2016. Alterada em 24/04 às 19h48min

Fazer mais com menos, o desafio de cada dia

Eliana Azeredo

O mercado de eventos corporativos está se mantendo a salvo em meio à instabilidade econômica e política do País. Hábil em dribles, tem conseguido assegurar a integridade diante da crise. No entanto, todos nós, empreendedores, precisamos rever nosso negócio, fazer ajustes financeiros e nos adaptarmos aos percalços do momento. No mercado de eventos corporativos, não é diferente. Contudo, o que para alguns pode ser uma limitação, para outros são oportunidades. A atitude faz toda diferença.
A empresa que organiza eventos entra como um importante aliado das marcas e instituições, já que seu papel vai muito além da operacionalização. Neste cenário turbulento, cada vez mais, as empresas precisam provocar a percepção de suas ações, promover eventos para fomentar os negócios e conectar as pessoas para parcerias estratégicas. A exposição da marca, o relacionamento com os clientes e o desenvolvimento interno dependem, em boa parte, deste segmento para a valorização da entrega e, claro, aumentar o portfólio. As empresas que mantiveram sua programação estão trabalhando com um orçamento menor e espaçadamente. Ainda assim, isso já é uma boa notícia, porque denota o quanto os executivos estão conscientes da relevância da atividade. Por isso, é preciso pensar e agir estrategicamente, além de investir em tecnologia e inovação para minimizar custos e obter os melhores resultados. Nessa hora, você é desafiado a se reinventar e a manter a qualidade do trabalho, fazendo "mais com menos". A criatividade e a flexibilidade junto a clientes e parceiros também são fundamentais.
Temos que ser resilientes! Fazer um bom planejamento para alinhar capacidade de atendimento e demanda de mercado é importante para manter-se durante todo o ano. Além disso, capacitar os colaboradores e valorizar a equipe ainda é o melhor caminho para a longevidade do negócio.
Diretora da Capacità
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Repercussões da crise na China
Recentemente, passei 15 dias em viagem de negócios na China
O cliente não sumiu
Se o nosso objetivo é sair da crise, precisamos parar de cavar o poço e tomar decisões duras e ousadas que postergamos, já faz um bom tempo
PEC 45 e o controle na administração pública
Fortalecer o controle interno de todas as esferas de governo como a controladoria, auditoria, corregedoria e ouvidoria, consideradas essenciais ao bom funcionamento da administração pública
Opinião econômica: O 'day after'

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo