Porto Alegre, segunda-feira, 04 de abril de 2016. Atualizado às 20h51.
PREVISÃO DO TEMPO
PORTO ALEGRE AMANHÃ
AGORA
24°C
32°C
19°C
previsão do tempo
COTAÇÃO DO DÓLAR
em R$ Compra Venda Variação
Comercial 3,6140 3,6160 1,51%
Turismo/SP 3,5800 3,7500 0,53%
Paralelo/SP 3,5800 3,7500 0,53%
mais indicadores
Página Inicial | Opinião | Economia | Política | Geral | Internacional | Esportes | Cadernos | Colunas | GeraçãoE
ASSINE  |   ANUNCIE  |   ATENDIMENTO ONLINE
COMENTAR CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR

relações internacionais 04/04/2016 - 20h51min. Alterada em 04/04 às 20h51min

Brasil e Paraguai poderão promover ações militares conjuntas na fronteira

Agência Brasil

Os governos brasileiro e paraguaio vão reunir-se periodicamente com o objetivo de ampliar a cooperação bilateral em defesa e segurança. Os encontros vão discutir operações militares como exercícios simultâneos ou conjuntos na fronteira.
Os dois países também poderão cooperar mutuamente no sentido de compartilhar informações, capacitar e desenvolver iniciativas conjuntas no controle do espaço aéreo.
A decisão foi tomada durante reunião entre os ministros brasileiros e paraguaios das Relações Exteriores e da Defesa, ocorrida nesta segunda-feira (4).
De acordo com declaração conjunta divulgada após as negociações, os ministros concordaram em promover reuniões periódicas de cunho mais técnico em área de defesa.
O encontro reuniu em Assunção, capital do Paraguai, os chanceleres Mauro Vieira e Eladio Loizaga, e os ministros da Defesa Aldo Rebelo e Diógenes Martínez.
Na reunião, também foi assinada nota diplomática para prorrogar por mais cinco anos o Acordo entre o Governo da República do Paraguai e o Governo da República Federativa do Brasil relativo à Cooperação Militar.
O encontro marcou a inauguração do Mecanismo 2+2 de Consultas Políticas e Avaliação Estratégica entre os ministérios da Defesa e das Relações Exteriores do Brasil e do Paraguai.
"Além de estabelecer aspectos da operação do Mecanismo 2+2, os ministros decidiram dar impulso à aliança entre ambos os países", informou a declaração.
COMENTÁRIOS
Deixe seu comentário sobre este texto.



DEIXE SEU COMENTÁRIO CORRIGIR ENVIAR imprimir IMPRIMIR
LEIA TAMBÉM
Fidel Castro diz que Cuba "não precisa de presentes" dos EUA Obama diz que sua prioridade é derrotar o Estado Islâmico
Obama, declarou que a luta contra o Estado Islâmico é prioridade em seu governo e prometeu que os EUA vão perseguir o grupo jihadista até que ele seja completamente destruído
Obama é recebido por Mauricio Macri em primeiro dia de visita à Argentina Buenos Aires recebe líder dos EUA após Havana
A receptividade deve ser maior do que a esperada para um país que adotou nos últimos oito anos uma política "antiestadunidense"

 EDIÇÃO IMPRESSA

Clique aqui
para ler a edição
do dia e edições
anteriores
do JC.


 
para folhear | modo texto
» Corrigir
Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.
Nome:
Email:
Mensagem:
» Indique esta matéria
[FECHAR]
Para enviar essa página a um amigo(a), preencha os campos abaixo:
De:
Email:
Amigo:
Email:
Mensagem:
 
» Comente esta notícia
[FECHAR]
  Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.  
  Nome:  
  Email:    
  Cidade:    
  Comentário:    
500 caracteres restantes
 
Autorizo a publicação deste comentário na edição impressa.
 
Digite o resultado
da operação matemática
neste campo